domingo, 20 de março de 2011

AMOR MOMENTO MÁGICO



Você em um instante
se despi do labor
sua nudez o topor
me invade de corpo
inteiro e a min'alma.

Esse instante traz
a paz que jamais
pude compreender

Nessa taça de vinho
corpos e amor
bebo essas preciosas
dádivas enquanto é tempo

O barulho da vida
vira surdez profunda
e eu mergulho nesse
ser premente de amor
delícia de amor e
amaremos o amor até
sempre pelo amor!


Autor: Roberto de Araújo

3 Comentários:

Blogger Renata LuS disse...

Lindo poema! Palavras inspiradas! Obrigada!

20 de março de 2011 17:06  
Blogger Carmen Regina Dias disse...

"... Nessa taça de vinho
corpos e amor
bebo essas preciosas
dádivas enquanto é tempo..."

A grandeza de alma de Omar Khayyam
aqui traduzida neste verso do Rubaiyát:

"Despertai, meus pequenos, e enchei bem
o copo, antes que seque o vinho da vida
em sua jarra."

"Façamos o mais que inda há por fazer,
antes que nós também ao pó vamos enfim.
O pó vai para o pó, sob o pó vai jazer,
sem vinho, sem canções, sem cantor.
Sem fim."

Conexóes entre poetas na alma se fazem
no tempo fora do tempo.

Gostei muito, estou gostano deveras
da poesia do poeta.

24 de março de 2011 19:32  
Blogger telinha disse...

...ainda há tempo? ..será eterno enquanto dure...palavras inspiradas,gostei !!! obrigada beijos.

17 de abril de 2011 12:28  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial