domingo, 10 de outubro de 2010

A CIDADE DO SOL



É uma cidade diferente
da idade da liberdade.

Não é pequena
não é grande
é o fundo do
nosso quintal.

Só vivia de ideal,
futebol, arte, brincadeiras,
sonhos é o que mais tinha.

Não se preocupava com
coisas materiais, imemoriais
as pessoas que compunham
aquele lugar de amar,
de companheirismo, não
era convencional como outras.

Dali viajamos pelo conhecimento
escolar do japão a Madagascar.

Havia sarau, namoro no
banco da avenida, muito som,
muito riso e até carnaval.

O futebol era o maior
acontecimento, grandes
craques, mas ficaram na
simplicidade de amadores,
oh! que dores! Que judiação.

Mas pra compensar
alguém os representou
no mais alto escalão da bola,
o jornalista Milton Neves
que na Band Mania traz
a alegria das noites esportivas,
como se tivesse em Muzambinho
no papo do botequim da esquina.

Esse Muzambinho-MG sem fim,
está guardado no tempo, em nós,
no velho desejo de sonhar com
o impossível possível, essa coisa
de ser poeta ou jogador de futebol,
não há barreiras que impeçam!

Deus lhe pague por esse sol
que nos faz diferentes iguais,
sem medo das adversidades
que driblamos com "passe de letra".


Autor: Roberto de Araújo

2 Comentários:

Blogger @marombeira disse...

Adorei o poema, lindo mesmo!!!
"Deus lhe pague por esse sol
que nos faz diferentes iguais,
sem medo das adversidades
que driblamos com "passe de letra".
Bjos no teu coração.

10 de outubro de 2010 12:42  
Blogger Priscila disse...

Que lindo queria eu morar em muzambinho!!Sonhar eu até sonho pena que ultimamente meus sonhos tenham sido mais pesadelos,nesse mundo onde aqueles que fogem aos estereótipos impostos pela sociedade para sermos aceitos,acabamos sendo excluídos por não segui-los,não sou patética utopista,sou apenas um ser que deseja paz,amor ,mais humildade e simplicidade no modo que buscamos ser feliz,quem disse que para ser feliz temos que ter uma beleza carnal física perfeita, quem disse que para sermos feliz temos que ter status ,poder,fama,ACREDITO QUE PARA SER FELIZ CUSTARIA E OU PRECISARÍAMOS DE TÃO POUCO,OS HOMENS INVERTERAM SEUS VALORES ,SEUS PRINCÍPIOS E SEUS IDEAIS,EM BUSCA DE UMA FALSA FELICIDADE ,ESSA COMPRADA E FORJADA, A FELICIDADE BROTA DA ALMA DE ATOS E BENS QUE NÃO POSSUEM VALORES MATERIAIS MAS SIM ESPIRITUAIS ,TALVEZ POR ISSO OS HOMENS NUNCA ESTÃO FELIZES PORQUE ESTÃO TENTANDO COMPRAR!!

10 de outubro de 2010 13:40  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial