terça-feira, 12 de abril de 2011

TEM UM LUGAR



A árvore tira sons
de suas folhas
em melodiosa
luz de treliças,
conforto meus ouvidos
esqueço de pensar.

Num sono de bicho
vou fumegando de prazer
sou sapo sou rã.

A pedra conversa
o rio sorri,
arrepio-me ao
vento namorador.

Um dia me aporto
neste lugar pelos
vasos comunicantes
dos bichos e das coisas.


Autor: Roberto de Araújo


4 Comentários:

Blogger @mariza_ms disse...

adoro todos os seus poemas =] ... + o qual eu não esqueço é o de 33 dentes rsrs..bj

12 de abril de 2011 17:35  
Blogger Tuca disse...

Numa existência ímpar, olhamos a criação ee tudo nos reporta para a grande VERDADE: TUDO É LINDO.
Aí o homem, na sua capacidade intuitiva, vai mexendo e remexendo, pela linguagem, az vozes de tudo que se move e também se cala, num contexto frenético de mostrar a VIDA.

13 de abril de 2011 07:53  
Blogger Brasigrega disse...

Estou postando esse lindo poema no meu blog Poemizando. http://gregapoemas.blogspot.com
Um abraço

21 de maio de 2011 10:01  
Blogger Brasigrega disse...

http://gregapoemas.blogspot.com/2011/05/tem-um-lugar.html

21 de maio de 2011 10:30  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial