sábado, 9 de abril de 2011

O MUNDO QUE NOS DERAM



Nas megalópolis ...
balas no peito na
cabeça zona de
guerrilha permanente
tormento de chuvas
permeabilidade
violência crack
selvageria!

A distribuição dos povos
tornou-se avalanche de
migrantes em busca do pão!

Não se vive pelo prazer
mas pela obrigação
de estar no mundo

"Mundo mundo vasto
mundo se eu me
chamasse Raimundo
seria uma rima não
seria uma solução" (Drummond)

Conversa com amigos
na esquina impensável
está proibido gente de
bem ficar por ai dando sopa

Não há sopa
a furto roubo
bandidagem
sacanagem
escancarada!

A administração
roeu a corda
Não há lugar
para respirar!

Nem as crianças
podem estudar
brincar e acreditar
no sol nascente!


Autor: Roberto de Araújo



2 Comentários:

Blogger @mariza_ms disse...

verdade! =]

9 de abril de 2011 15:31  
Blogger Shasça disse...

Como dizem por aí nas Geraes: o trem tá feio cum buraco no meio!
[ ]'s

9 de abril de 2011 21:36  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial