quinta-feira, 7 de abril de 2011

O SAMBISTA IMORTAL



O surdo
é a batida
do meu
coração!

O tamborim
é o repique
das minhas
emoções!

A cuíca
afugenta
a minha
dor!

O cavaquinho
põe a saudade
no lugar!

O violão
chora seu
bordão
o amor
curandeiro!

O pandeiro
dá o toque
final e a mulata
ginga no meu cordão!

O samba é o destino
de todo menino
que enxerga
estrelas e luar
no firmamento!

É meu companheiro
seguro e verdadeiro
não preciso de dinheiro
e reconhecimento!

És a majestade
que perpassa
em mim e
me torno rei!

Por você sou
encanto
sou acalento
sou passado
sou agora
na cadência
na clemência
desse momento
lindo que ninguém
viu passar!


Autor: Roberto de Araújo


1 Comentários:

Blogger Carmen Regina Dias disse...

Ah, esse momento lindo que ninguém viu passar,
só o poeta teve a honra e o privilégio de
pousar seus olhos sobre o instante e ser
com ele...
Ah momento ímpar!
"És a majestade
que perpassa
em mim e
me torno rei!"

Parabéns, poeta.

7 de abril de 2011 19:04  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial