terça-feira, 27 de julho de 2010

PÁSSARO DE FERRO 2100



Meu tetravô contou uma história

ao meu bisavô que chegou até a mim
e eu não sei se é realidade ou ficção!

Diziam que havia um bicho
voador de todas as cores,
que se chamava pássaro e cantava...

Nessa história contavam que
existiam rios, matas, peixes!

Diziam que respiravam ao ar livre
sem aparelhos e o ar da manhã
fazia bem aos pulmões.

Existiam histórias de amor nas
praças com as cidades abertas,
haviam flores de espécies multiformes
e jardins que irradiavam perfumes!

Contavam coisas de épocas bonitas
que não sei se posso acreditar!

Os livros e computadores desapareceram
para não acumular entulhos e não concorrerem
com o ar artificial dos operadores e com
a dessanilização do mar que nos abastece
de água para saciar a nossa sede!

Diziam que podiam viver até 100 anos,
mas agora não passamos dos trinta..

Os mares tinham vida e as plantas
marinhas alimentavam os aquáticos...

Quanta imaginação tinham meus antepassados,
mas se pudesse viver esta história por alguns
instantes, daria esta em troca para apenas
respirar uma vez esse ar falado pelos anciões.....

Se pudesse queria colher flores
conhecer amores e ouvir pássaros!

Entre paredes não sou ninguém
dentro da minha roupa plastificada,
pra não morrer de infecção generalizada.

Sou sobrevivente do caos que vejo
pela janela, meu estômogo metalizado
que se alimenta de vermes esterelizados.

O passaro de ferro na parede olha
para mim e eu não sei o que lhe responder!..


Autor: Roberto de Araújo



2 Comentários:

Blogger EAD/JOYCE disse...

Muito bonito e triste tb. Adorei.bjs

28 de julho de 2010 06:46  
Blogger Alessandra Benete disse...

Bom dia! Lindo poema...descreve com total exatidão a falta que nos faz o tempo e o viver de nossos antepassados... adoro ouvir as histórias que minha mãe conta...de como era o bairro onde ela cresceu e vive até hoje...é lamentável o ser humano não querer preservar a felicidade...que está quase em extinção...

bjnhuss amo todos os seus poemas,que numa fração de segundos, ao fechar os olhos, nos permite sonhar, sair do ar um pouco..rsrs
Obrigado!! bjnhuss

1 de agosto de 2010 05:52  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial