sábado, 16 de abril de 2011

O AMOR PERFEITO



Minha rosa
meu alento
meu alimento
minha força!

Quero-a com todos
os perfumes e cheiros!

Minha dor
minha esperança!

Voltei a ser criança
recuperei minha
vontade de ver o sol!

Não sei de onde veio
e por que veio esse amar
tomou-me de surpresa
fiquei extasiado sem
chão meu tormento
minha dor de amor!

Quero o rio dos seus
encantos o sorriso
sem igual a visão
pela fresta da paixão!

Não me deixe não
me rasgue como papel!

Quero esse amor
dado em madureza
na medida do tempo certo
onde tudo se perdoa e
arranca essa fissura
de medo na bebida
doce dos enamorados!

Essa perfeição de amor
em gotas de explosão!


Autor: Roberto de Araújo



2 Comentários:

Blogger Drisph disse...

PARAFRASEANDO SEU POEMA PARA LHE EXPRESSAR O QUE SENTI AO LÊ-LO:

Vejo-o assim,"meu alimento", contagiando-me, deu "vontade de ver o sol"; navegando no "rio dos seus encantos", intensamente, rezo pedindo - "me rasgue como papel", avesso interiorizado de uma "fissura" que se traduz em "gotas de explosão..."

Sucesso amigo.

16 de abril de 2011 13:42  
Blogger FLOR DO LÁCIO disse...

O amor é exatamente isso - Gotas de explosão. Parabéns pela escolha das palavras. Abraços

26 de outubro de 2011 17:59  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial