domingo, 22 de janeiro de 2012

O TEMPO NÃO SE CONTA

Os "meninos maluquinhos"
abandonam a tecnologia
por um breve espaço e
no campo lembram das
meninas sorridentes que
deixarão lindas recordações
pelos brinquedos toscos,
mas de tamanho amor
e todo resto é esquecido!

Lá vai o velhinho de bengala,
pensa... pensa-se na vida,
seu passo é trôpego o sol lhe
castiga, as pessoas olham com
pena sórdida preconceituosa
e simulam uma compaixão.
Mas dentro dele há a mesma
criança nuínha que passeia
nos campos e as meninas lhes
dão presentes cheios de amor!

A vida é uma ficção já disse
Mário Quintana, há passos e
passos e tudo é tudo ou nada,
apenas páro para chorar a triste
caminhada que nos persegue!

Mas o tempo não vence
a ternura que agora vejo
no olhar do velho e da criança!


Autor: Roberto de Araújo




<

1 Comentários:

Blogger nao evelhercemos continuamos o mesmo disse...

nossa muito lindo como vc ja desse a amlmal nao envelherce so o corpo mas abeleza continua dentfo do coracao .

22 de janeiro de 2012 12:31  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial