quarta-feira, 27 de abril de 2011

AMOR SEM PLANO



O som distona a vida
e entona o amor !

Amor é a rebeca
que apascenta meus
tambores de explosão
que residem em mim!

Acordes surreais
amenizam minha
ira de inconformismo
dessa pedreira que
é caminhar em
direção ao nada!

O Hip Hop o Rap
mostram a contradição
de ser normal ao som
distonado que agrega
a loucura passional!

Quero o anormal
desse amor doido
de violinos chorando
ao contraponto do apito
do convite do trem bala!

Oh! essa guerra
dentro de mim
quero paz de garrafas
azuis no meio de ferros
do amor sangue que
se dá sozinho sem
a imperfeição a dois!

Saio de mim deixo
de ser alguém
na guerra do
inconsciente
amor doente!

Pretendo o chumbo
da realidade que
a máscara do amor
brindado da falsidade
para encontrar o seu ninho!


Autor: Roberto de Araújo

1 Comentários:

Blogger Carmen Regina Dias disse...

"...Quero paz de garrafas azuis no meio de ferros
do amor sangue que se dá sozinho..."

Bello! Solitário pensa dor.

27 de abril de 2011 18:12  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial