segunda-feira, 18 de julho de 2011

DESEJO QUE NÃO SABEMOS

Quando menino os desejos são retilíneos e pronto: "Quebrar vidraças", " matar passarinhos",
" dar birra ", " jogar futebol ", etc.
Mas quando vem a fase adulta a coisa se complica, mais do que pensamos: A professora inventa profissões que sequer temos noções do que se tratam. A família bem intencionada quer moldar nosso caracter, impor religião, crença, aprender línguas, ser educado e ter etiqueta até o último grau, isso para a classe média, porque existem dois mundos, esse que vos falo e o submundo.
Depois, arrumamos um empreguinho com ajuda de pessoas bondosas ou por troca de favores entre os familiares, nem sabemos se é aquilo que queremos, mas e a sobrevivência...?
Aí vem a fase e o modelo capitalista do Sonho! Será que vou conseguir? Os religiosos dizem que sim, os otimistas então garantem que sim! Aliás são treinados para isso, criou-se até a profissão dos "Auto Ajuda". Será que esses profissionais se ajudam a si próprios nos seus sonhos ou são meros robôs do sistema !?
Tem mais de 2000 anos que não sabemos o porquê e para quê e de onde viemos e para onde vamos. Mas tudo posto e sacramentado salvem os convencionais.
Seu desejo se não conseguir paciência rapaz, adulto ou velho mesmo, garantem que até seu último suspiro conseguirá. Está proibido desistir do sonho por Lei e até pelo antigo Decreto Lei, papéis fortes que causam temores, porque sem sonho cairemos no lamaçal sem fim.
Então vamos para o balcão de negócios para uns moral, para outros imoral, até a onde a inteligência alcançar. Casa-se, descasa-se, procura-se esconder o egoísmo, mas todos fazem sacanagem debaixo do lençol.
Mas e o sonho esse foi uma invenção imposta como produto de Supermercado, para manter o mundo de pé!
Desculpe-me os puritanos, os crentes por um mundo melhor, mas no balcão consegue-se o que se quer sonhos, dinheiro ainda que em alto custo, sexo esse barato,violência, queima de arquivos e flores! Autor: Roberto de Araújo

1 Comentários:

Blogger Leila disse...

Verdade..
Tudo virou um grande comércio..da qui uns dias terá até amor no Supermercado.

Lindo texto.

18 de julho de 2011 19:14  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial