quinta-feira, 28 de julho de 2011

O OLHAR E A ESTRADA

A menina dos meus olhos
Olha a menina dos olhos
de jabuticaba que olha
o mundo novo à sua volta.

De tantas voltas só
vejo a menina dos
olhos da menina,
que de blue jeans
enfeita as ruas
que não chegam
ao meu quintal.

Visceral é a vida
de mel e fel
a gente olha o céu
e roga que sua
beleza tenha
a nobreza e a
fineza de deixar
algo para mim.

O tempo brinca e
nós brincamos
no teatro do amor
que advém a dor,
mas vale a pena o
sonho do sonhador!


Autor: Roberto de araújo

7 Comentários:

Blogger Leila disse...

Que sua beleza tenha nobreza de deixar algo p/ mim..
somos escravos do Amor..
Infelizmente..a procura prossegue.
Um dia encontro..
O verdadeiro amor.

28 de julho de 2011 17:33  
Blogger O Amanhã só a Deus pertence! disse...

Adorei o poema ...bjoss!!!!!!

30 de julho de 2011 11:02  
Blogger Srta.Rô disse...

LINDO POEMA

25 de outubro de 2011 04:45  
Blogger Srta.Rô disse...

Perola Negra
Há tempos eu procurava,
Um amor fiel pra mim.
Eu por anos te esperava,
Do teu jeito, bem assim.

Queria por mil razões,
Pra nunca mais ser sozinho.
Me envolvi com as ilusões,
As acolhendo em meu ninho.

Sonhei e estava acordado,
Nunca foi o que pensei.
Nunca fui tão humilhado,
Sem querer eu te deixei.

Foi esquecendo o amor,
Se vestindo de diamante.
Foi perola em gala de dor,
Falecendo como amante.

Hoje não sonho mais.
Só sei que nada sei.
Para sempre eu jamais,
Me intitulo pra ser Rei.

Todo dia a todo instante,
Tua cor eu lembrarei,
De perola foi-se diamante.
Esqueceu-se e não perdoei
Srta.Rô

25 de outubro de 2011 04:47  
Blogger ROSANE SILVEIRA disse...

Boa noite amigo querido amei teu blog teu poema é visceralmente belo rs, estou te seguindo na medida do possivel visite-me em meus cantinhos
www.rosanesilveira.com.br
www.rssilveira.blogspot.com
www.rosanesilveiraopine.blogspot.com

beijos de luz na alma

25 de outubro de 2011 13:17  
Blogger POEMAS ROBERTO DE ARAÚJO disse...

Obrigado por todos os elogíos, Rosane Silveira.

18 de dezembro de 2011 08:09  
Blogger Carmen Cardin disse...

Delicado e belo poema! Parabéns, meu amigo! Que as açucenas possam enfeitar tuas ruas, como a menina de blue jeans.

27 de dezembro de 2011 06:07  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial