domingo, 21 de agosto de 2011

AMOR PERDIGUEIRO


O amor tem a fidelidade de um cão,
nada exige do seu dono, com ele
atravessa frio, calor escaldante
choro de necessidades
mas não arreda pé!

Faz festa até com terceiros
abana o rabo com fulano,
aceita cafuné de sicrano,
mas quando chega a ânsia fatal
do desespero de estar só lá
vem o cãozinho suplicar o amor
porque esse ninguém o substitui!

O cheiro do dono a carícia
do seu companheiro fiel!

O amor é assim puro, amoroso,
conivente, igual ao companheiro
do cão e ele chora e ele grita,
mas só o dono apascenta esse amor!


Autor: Roberto de Araújo






2 Comentários:

Blogger Leila disse...

Nossa..
nunca vi um amor assim..

Achei um amor de dependência..
Não amor-paixão..
Lindas frases..parabéns.

21 de agosto de 2011 14:12  
Blogger @marombeira Jociclene Souza disse...

O amor é assim puro, amoroso,
conivente, igual ao companheiro
do cão e ele chora e ele grita,
mas só o dono apascenta esse amor!
Adorei meu querido. Lindo mesmo. Bjos

22 de agosto de 2011 04:46  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial