domingo, 11 de setembro de 2011

POEMA - AS FLORES DO IPÊ













O ipê

florece

a florecência
da vida!

Tive pai, mãe,
irmão
perdi-os!

Mas o ipê
ressurge no
pensamento
desgastado
pelo tempo e
todos voltam
para casa
eternamente!

Há um tempo
como o ipê
eles viajam
em longos
espaços que
não os alcanço!

Quando o ipê
florece minh'alma,
o setembro da
família retorna
a mesa e nós
alimentamos
do mesmo pão!

O ipê é a eternidade
ligada a terra o
divino consolo.
Ele volta sempre
a florir como florece
todo o acervo da família!

Autor: Roberto de Araújo


1 Comentários:

Blogger Lenira Brasil- Consultora de Imóveis disse...

Lindo poema Roberto..parabéns por descrever o Ipê e compará-lo com a magia da vida. Abs

8 de julho de 2012 08:58  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial