domingo, 2 de outubro de 2011

CAMINHO SEM

Céu... éu... éu...
meu corpo
infinito!

Chão... ão...ão
amor... mor... mor
eu... eu... eu...
egoistamente,
mente... mente...

Universo
sorte de onde estar,
ar... ar... ar...
o passarinho
voa sem rumo!

O homem procura
estrada STOP!


Autor: Roberto de Araújo


1 Comentários:

Blogger Leila disse...

Que.. delícia..
Caminho.. desejo.. o amor !

Agora sim.. já posso voar. Encontrei a felicidade.

Ótimos versos meu amigo.

2 de outubro de 2011 09:56  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial